O setor dos grandes varejistas

Os atores dos produtos de Grande Consumo devem assegurar a disponibilidade de seus produtos nos pontos de venda de seus clientes GMS / outros canais. Essas empresas, multinacionais ou nacionais, estão à procura de reduções de custos e de estoques…e devem antecipar / resistir à demanda de seus clientes num contexto de inflação de custos logísticos e de incerteza sobre as evoluções dos preços das matérias primas.

Desafios

A função Supply Chain dos Produtos de Grande Consumo é fortemente tributária de suas próprias especificidades e submetida a muitos desafios a serem vencidos:

  • Um serviço irrepreensível ao cliente: preocupadas com sua imagem e a qualidade percebida de seus produtos, mas também conscientes das perdas devidas às faltas de produtos na venda a varejo e com as penalidades impostas por seus clientes, as empresas deste setor implementam os meios para garantir a disponibilidade do produto ao cliente, enquanto o mercado está muitas vezes perturbado pelas muitas promoções que caracterizam este setor.No âmbito da internacionalização da produção, que é muitas vezes feita em vários países, trata-se de controlar corretamente o processo PIC / S&OP ao nível internacional, por exemplo, integrando de maneira otimizada as promoções e os lançamentos de novos produtos.

  • Uma necessidade de controlar os estoques: perturbados pelas promoções da empresa, mas também dos concorrentes, nossos clientes devem continuamente melhorar nos processos « Previsões da demanda », « Planificação da produção » e « Suprimentos / desenvolvimento ».Trata-se de ter uma Supply Chain ágil, que possa reagir rapidamente a um fenômeno meteorológico, a uma mudança de tendência nas vendas ou a uma canibalização imprevista produto básico / promoção.
     
  • A necessidade de procurar novas soluções, melhorar o controle dos custos e as demandas de seus clientes distribuidores: nos últimos anos, por exemplo, foram desenvolvidos projetos de “pooling” (gestão compartilhada dos suprimentos)  que permitem que alguns de nossos clientes juntem suas forças e seus fluxos para reduzir o estoque nos seus clientes e seus custos de transporte. A mutualização não é necessariamente a solução ideal em todos os casos: trata-se de ser capaz de simular as diversas soluções (cross-docking, pedidos por lotes, centro de consolidação, pooling) e de determinar o que é melhor adaptado a cada conjunto industrial-distribuidor. Trata-se também de propor listas de preços tarifários bem otimizados, com incentivos dependentes das economias realizadas.

  • Uma pressão cada vez mais importante sobre o controle dos custos de transporte: muitos de nossos clientes se concentram no controle dos custos. Com a tendência à alta dos custos de transportes até 2020 (aumento de energia, taxas ecológicas) isso passa por reflexões sobre as redes de distribuição, as relações com a grande distribuição e o Cost To Serve. O setor do Grande Consumo, com seus fluxos maciços, é particularmente atento a este custo de logística e aos impactos ambientais do transporte.

A contribuição da DIAGMA

Criada em 1973, DIAGMA é hoje um dos escritórios de consultoria em Supply Chain Management de referência, classificado várias vezes n°1 de seu setor na França.

DIAGMA possui uma grande experiência e uma especialidade única no setor dos produtos de Grande Consumo, tanto na parte de produção quanto na de distribuição.Seus clientes são multinacionais presentes em todos os segmentos dos produtos de Grande Consumo: produtos alimentares secos, frescos, congelados, bebidas, não alimentar…Mais também PME’s dinâmicas nestes mercados. Dentro de nossas referências, podemos citar os grupos DANONE, KRAFT FOODS, MARS, MATERNE, ORANGINA SCHWEPPES...
DIAGMA propõe uma oferta de serviços ampla e inédita atendendo da melhor forma possível à multiplicidade das necessidades expressas pelas Direções Gerais, Supply Chain, Logística, Suprimento das empresas do setor dos Produtos de Grande Consumo para permitir otimizar sua Supply Chain.
Por causa da especificidade dos produtos e da complexidade dos processos, DIAGMA analisa as problemáticas da Supply Chain do setor dos Produtos de Grande Consumo com uma abordagem metodológica específica a este setor.
  • Exemplos de projetos desenvolvidos neste setor:
    • para uma multinacional: rever seu processo de previsões (promoções e básicos) para melhorar sua confiabilidade de previsões da demanda e sua agilidade (tempo de reação entre uma venda anormal e uma eventual correção de suas previsões). Estudar em detalhe a canibalização entre Promoções e Produtos Básicos.
    • para um fabricante de cerveja, rever sua rede de distribuição para reduzir o custo de entrega de seus produtos na Europa. Acompanha-lo num projeto de seleção de um novo prestador de logística (terceirização).
    • para um fabricante de produtos frescos no Magrebe, rever sua organização para implementar uma verdadeira direção Supply Chain, responsável pelos estoques, os custos logísticos e a qualidade de serviço ao Cliente.
    • acompanhar um cliente para implementar um software APS (Advanced Planning System : previsões e planificação) na sua empresa.
    • construir um Business Case de gestão em “pooling” dos suprimentos para duas empresas com um depósito próximo. Quais seriam os ganhos? Os custos? Os riscos?
    • determinar os custos dos diversos modos de entrega dos clientes (em estoque de depósito, em depósito de consolidação em estoque consignado, em cross docking por lotes ou diversificado,…) e construir uma lista de tarifas que inclui estes pontos e elementos quantitativos (entrega por caminhão completo, meio caminhão,…).